tera, 15 de outubro de 2019. 18:10
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

200 FAMÍLIAS: PATRIMÔNIO MAIOR DA FRIGOVALE

2019-04-11 17:43:00, Por: Sergio Marcos

FRIGOVALE: SEU MAIOR PATRIMÔNIO SÃO AS 200 FAMÍLIAS

Gustavo Machado - Gestor do Frigorífico de Arapiraca

A FRIGOVALE se instalou em Fevereiro de 2016, operando suas atividades, seguindo todas as recomendações dos orgãos competentes e fiscalizadoras. 

Diante do imbróglio que causou por conta do preço cobrado por boi abatido e do destino das víceras, gerou  uma audiência pública na Câmara de Vereadores  de Arapiraca, com a FRIGOVALE, Marchantes e defensoria Pública, sendo assistindo por centenas de cidadãos na galeria da casa, onde o teor do debate que fora caloroso, porém democrático, foi de rever o contrato em vigor que reza direitos e deveres da FRIGOVALE, sobre pena , cancelar a concessão da empresa em operar no município arapiraquense.

A FRIGOVALE não manteve um bom diálogo com os Marchantes, com os Vereadores, com a Defensoria Pública e com a Prefeitura. É um fato percebido por todos, mais com a retomada de um diálogo com parceria e respeito não impede que possa surgir mais oportunidades para o diálogo. 

A Coragem do gestor Gustavo Machado de Revelar os reais problemas internos da empresa para a população em site de notícias, foi positivo segundo populares que não quis se identificar. A FRIGOVALE tem como seu maior patrimônio, 200 famílias que direto ou indiretamente trabalham na empresa. 

Essas 200 famílias não pode ser alvo do debate, quando toda a problemática da empresa pode e deve ser resolvido com propostas viáveis, através de debate promovidos por todos os setores. 

A causa maior deste confronto saudável e democrático, não é o preço do boi abatido, do destino das víceras do boi, pois tudo isso tem como  se resolver.

Mas, a causa maior que os seguimentos envolvidos deve pensar e proteger, são os 200 funcionários, são as 200 famílias, que em tempo de crise como vive nosso país, poderá sofrer perdendo seu emprego por falta de diálogo.

CTR Craíbas