tera, 25 de junho de 2019. 06:36
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Bizarro! Gestora organiza protesto contra sua gestão

2019-05-30 11:11:00, Por: Sergio Marcos

Bizarro! Gestora organiza protesto contra sua gestão

Foto: Divulgação

Já dizia o eis deputado estadual por Alagoas, deputado federal por São Paulo e senador da república na primeira legislatura de Fernando Collor, Euclydes Mello, que na política a única coisa que não tinha visto era boi voar.

Em Lagoa Da Canoa falta pouco para isso se tornar realidade, pois, pelo conhecimento que temos, é a primeira vez que vemos uma gestora organizar um protesto contra sua própria gestão, imaginamos até que isso é mais do que ver boi voar na política. O fato é que dias atrás uma senhora foi assassinada dentro de sua própria casa por um menor, e que era seu vizinho, a questão é que há meses a fio a desavença entre os dois tornou-se pública e passou a incomodar os familiares e vizinhos, uma vez que, as discussões e brigas impediam a vizinhança de dormir já que a maior parte das brigas acontecia noite adentro, estas divergências cresciam cada vez mais e o perigo iminente se dava pelo fato, segundo alguns vizinhos, por conta da vítima ter problemas psicológicos, o que fez com que, vários populares, durante meses, procurassem ajuda no CREAS, órgão da prefeitura municipal e que faz parte da secretaria de assistência social, para que psicólogos pudessem auxiliar a senhora que foi vitimada de maneira brutal, ao mesmo tempo, que o adolescente também recebesse ajuda, mas a ajuda do CREAS da administração da prefeita Tainá do Dr. Lauro só chegou depois do fato consumado e a ajuda foi pintar a casa da vítima de preto.

Portanto, o que estamos assistindo, principalmente no dia de hoje, é um protesto organizado pela prefeita Tainá do Dr. Lauro contra sua própria gestão, em especial, contra o CREAS, já que não correspondeu ao anseio da população e nem indicou quem poderia fazer, no mais, depois do fato ocorrido não tem o que protestar, pois, a polícia já cumpriu seu papel.

Pintar a casa da vitima de preto e protestar contra si mesma demonstra o tamanho da tragédia no campo administrativo. O que falta é projeto para resolver problemas futuros e protestar contra sua própria gestão não trará a vítima de volta.

CTR Craíbas