tera, 10 de dezembro de 2019. 16:10
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Ministério da Justiça autoriza uso do Exército para defender Ministério da Educação

2019-08-09 16:28:00, Por: Sergio Marcos

Ministério da Justiça autoriza uso do Exército para defender Ministério da Educação

Foto:Divulgação

O Ministério da Justiça e Segurança Pública autorizou o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio ao Ministério da Educação, nas ações de preservação da ordem pública e de segurança às pessoas e ao patrimônio.

A autorização foi expedida em caráter episódico e planejado nos dias 7, 12 e 13 de agosto de 2019. Apesar de já mencionar o dia sete, a portaria está publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (08).

Na portaria diz que, se for necessário e houver solicitação do MEC, o período de uso da Força Nacional poderá ser prorrogado.

A União Nacional dos Estudantes (UNE) tem convocado manifestações dos estudantes para o dia 13 de agosto em todo o Brasil. O movimento se posiciona contra os cortes na edução e a favor da autonomia universitária.

Nesta quarta-feira (08), o governo de Jair Bolsonaro anunciou o bloqueio de 349 milhões de reais destinados aos livros didáticos. Apesar do alto valor, integrantes do governo garantem que a medida não prejudicará a educação do país. O Ministério da Educação vem sofrendo críticas desde o início do ano pela sua atuação.

A autorização da Força Nacional para atuar em prol do MEC não foi a primeira polêmica do dia de Sergio Moro. Nesta quinta-feira (08), o Ministro da Justiça falou em mal-entendido e negou ter dito que queria destruir o material encontrado com suspeitos de hackear conversas de autoridades do alto escalão do país.

CTR Craíbas