sbado, 19 de outubro de 2019. 06:19
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

França proíbe a classificação de brinquedos para “meninos” e “meninas”

2019-09-26 17:45:00, Por: Sergio Marcos

França proíbe a classificação de brinquedos para “meninos” e “meninas”

Foto:Divulgação

Há anos, os brinquedos são classificados por sexo. Bonecas de princesa são para meninas e oficinas de reparação de automóveis são para meninos, seguindo as habilidades e interesses naturais de cada sexo. No entanto, na França, a sociedade vem caminhando a passos globalistas. Nada de brinquedos para meninas ou para meninos. Os brinquedos no país se tornarão “neutros”.

A maneira de brincar varia frequentemente entre meninos e meninas. As meninas gostam de inventar histórias nas quais os personagens sejam amorosos ou carinhosos. Elas podem desfrutar tranquilamente da brincadeira por horas. A maioria dos garotos gosta de velocidade, luta e competição, muita coisa voa pelo ar e sua reprodução é frequentemente acompanhada de muito barulho. É claro que a maneira como uma criança brinca não tem a ver apenas com o sexo, mas também com o caráter dela. Algumas crianças são um pouco mais criativas ou mas aventureiras do que outras.

Mas na França, isso agora vai mudar. Nas lojas de brinquedos, a classificação ‘meninos’ e ‘meninas’ deixará de existir no próximo ano. Portanto, não será mais possível anunciar por sexo nas propagandas comerciais, nem nos catálogos de brinquedos ou vestimentas.

Os funcionários de lojas infantis não poderão mais perguntar aos pais: “é para menino ou menina?”

“Vamos treinar nossa equipe para perguntar o que a criança quer”, disse Romain Mulliez, diretor da FCJPE, a Federação Francesa de Lojas de Brinquedos.

Ativismo disfarçado de “luta contra o preconceito”
A FCJPE assinou uma carta nacional com o governo francês e com produtores e distribuidores de brinquedos. O objetivo: “lutar contra estereótipos e preconceitos”.

A comunidade empresarial vai desenvolver brinquedos que “não discriminam”. O serviço de brinquedos não dirá mais “faça como a mamãe”, mas “faça como seus pais”. De acordo com a FCJPE, um conjunto de escova de cabelo também deve ser para meninos.

O governo francês está convencido de que o uso de brinquedos influencia o papel de um adulto na sociedade.

Linha de boneca neutra
Um dos signatários da carta é a multinacional Mattel, que fabrica Barbie, entre outras coisas. Nos últimos anos, essa empresa já decidiu mudar de rumo de forma independente. A multinacional de brinquedos também criou uma linha de bonecas neutra. Uma boneca neutra pode ser vestida com cabelos longos ou curtos e com calças ou uma saia, com roupas femininas ou masculinas.

Natal
O governo francês está apresentando sua carta de brinquedos neutros antes do Natal. As compras de final de ano estão quase chegando. Natal é tradicionalmente o momento em que as crianças mais recebem presentes na França.

Holanda
Na Holanda, a ministra da Emancipação, Ingrid van Engelshoven, também pediu para que o país se livre de brinquedos “sexistas”. A ministra pediu aos fabricantes de brinquedos que “examinem” os brinquedos que confirmam o papel em sua coleção. Ela também discutirá sobre “estereótipos” com os editores de livros didáticos.

De acordo com o jornal AD, a ministra fez seu apelo à Holanda, depois que foi anunciado que nas lojas de brinquedos francesas, no próximo ano, a classificação de “meninos” e “meninas” chegará ao fim.

Brinquedos de menino ou menina? Qual é a verdade?
Os meninos adoram carros e as meninas adoram bonecas. Parece um clichê, mas frequentemente é verdadeiro. Coloque uma boneca e um carro em cima da mesa e pergunte a um menino e a uma menina quais brinquedos eles mais gostam e a resposta é previsível. Mas, o porquê as meninas costumam escolher ‘bonecas e rosa’ e os meninos ‘carros e cores primárias’ tem sido objeto de discussão há séculos. Teriam as escolhas uma influência da natureza da criação? As diferenças científicas entre meninos e meninas existem e foram comprovadas.

Segundo a Academia Americana de Pediatria (AAP), pesquisas mostram que certas diferenças de sexo são congênitas. O médico e psicólogo americano Leonard Sax, o terapeuta Michael Gurian e a psiquiatra Louann Brizendine, afirmam que cérebros masculinos e femininos são conectados para serem diferentes.

Desde o primeiro dia após o nascimento, os meninos olham mais para os objetos e as meninas para os rostos. Suas preferências por brinquedos também variam. As meninas costumam optar por bichos de pelúcia macios e de cor clara, os meninos preferem brinquedos mais duros e coloridos. Essas diferenças têm a ver com o equilíbrio hormonal: testosterona nos meninos e progesterona nas meninas. E, portanto, há mais preferências, mas também há comportamentos que geralmente é mais visto em meninos, do que em meninas.

Em seguida, algumas dessas diferenças comportamentais.

 

CTR Craíbas