segunda, 27 de maio de 2019. 00:35
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

A EDUCAÇÃO DE ALAGOAS SÓ FUNCIONA QUANDO O MP COBRA

2019-05-14 22:08:00, Por: Sergio Marcos

Foto: Divulgação 

O Ministério Público do Estado de Alagoas (MPE/AL) , representado pelos promotores de Justiça, Coaracy Fonseca, e Jamyl , participou de reunião, na tarde desta segunda-feira (13), com o secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, e sua equipe técnica, para tratar da recuperação do Centro Estadual de Educação Wandette Gomes de Castro, localizado na Pajuçara, em Maceió, que tem como público-alvo portadores de autismo. Perante a direção, acompanhada de professores e outros profissionais especializados da unidade o secretário se comprometeu em agilizar o processo, além de providenciar capacitação do recurso humano.

Após exposição da realidade do centro educacional e ser entendido que os reparos exigem urgência, ficou definido pelo secretário Luciano Barbosa, em acordo com os representantes ministeriais, que na próxima sexta-feira (17), a superintendência de engenharia da Secretaria de Estado da Educação (Seduc) fará levantamentos in loco com a empresa que se responsabilizará pelas obras de recuperação.

Os promotores de Justiça, Coaracy Fonseca e Jamyl Gonçalves defendem que o Centro de Educação Wandette Gomes de Castro seja transformado em unidade de referencia com toda a condição de assistir e preparar as crianças especiais para a vida.

“Temos um espaço grande e com toda possibilidade de ser modelo nesse tipo de aparato, educação especial. É preciso que as políticas públicas cheguem e além da recuperação estrutural seja promovido o investimento nos profissionais que lá trabalham. Fizemos uma inspeção no Wandette Gomes de Castro, foram detectadas algumas precariedades que comprometem um atendimento adequado e hoje nos reunimos com o secretário para que fossem adotadas providências. Ele prometeu agir já a partir da próxima sexta-feira e iremos acompanhar, fiscalizar todo o processo”, ressalta Coaracy Fonseca.

O secretário Luciano Barbosa, por sua vez, demonstrou interesse em resolver a situação já definindo algumas ações.

“Entendemos perfeitamente a preocupação do Ministério Público e o que estiver ao nosso alcance será feito. Vamos fazer um levantamento das necessidades, já na sexta, para que sejam identificadas as prioridades e estas trabalhadas em sequência. Quanto à capacitação dos profissionais da unidade, a ideia é trazer especialistas de fora para promover tal aperfeiçoamento e definimos agosto como o mês ideal porque é voltado para a campanha de apoio ao autismo”, afirma o secretário Luciano Barbosa.

O promotor de Justiça, Jamyl Gonçalves, sugeriu que a Secretaria de Educação firme convênios com instituições ou órgãos públicos para aproveitamento de profissionais específicos na assistência aos autistas e também portadores de outras deficiências intelectuais que lá são assistidos. Os levantamentos previstos para ocorrer na próxima sexta-feira será acompanhado pelo Ministério Público.

Inspeção

Na semana passada, os promotores de Justiça foram ao local e fizeram um raio-x. No diagnóstico, parte da estrutura comprometida por infiltrações, banheiros sem adaptação e portas, vazamentos próximos a instalação elétrica e a área de lazer invadida por muito mato.

Foto: Claudemir Mota

CTR Craíbas