domingo, 26 de maio de 2019. 16:33
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Alvo do Real já dormiu em carro pelo sonho de ser jogador

2019-05-05 09:51:00, Por: Sergio Marcos

Alvo do Real já dormiu em carro pelo sonho de ser jogador

Foto:Divulgação

A evolução do futebol trouxe avanços tecnológicos, novos conceitos de esquemas táticos e até mesmo novas funções aos jogadores. Dentre as posições que se tornaram mais raras, está o centroavante, o responsável por saber transformar a área em seu espaço de glórias e claro, muitos gols. E dentre os poucos jogadores que vem se destacando na posição, Luka Jovic provavelmente é um dos mais agitará o próximo mercado de transferências na Europa.

Com apenas 21 anos de idade, o sérvio vem sendo um dos protagonistas do futebol europeu após ter marcado 26 gols em 44 jogos pelo Eintracht Frankfurt. Seu desempenho e seus números vêm chamando a atenção de times como Barcelona, Real Madrid e Inter de Milão, que cogitam gastar até 70 milhões de euros pelo passe do jogador, que foi comprado em abril do Benfica.

Nascido em Bijeljina, uma cidade no nordeste da Bósnia e Herzegovina, Jovic mostrou desde cedo que seu destino estava na Sérvia e contou com a ajuda de sua família para prosperar no futebol. Durante seis anos, Luka era levado por seu pai a Belgrado, capital sérvia que fica a 124 km de sua cidade natal, para treinar nas categorias de base do Estrela Vermelha. O menino chegou a dormir no carro em diversas ocasiões por conta da distância e também para economizar, já que o clube pagava apenas 70 euros à sua família.

O esforço da família Jovic em nome do sucesso de Luka valeu a pena, e ele despontou ainda muito precocemente no seu time do coração. Com apenas 16 anos, 5 meses e 5 dias, o menino entrou para a história do clube ao fazer um gol em sua estreia como profissional, no empate por 3 a 3 contra o Vojvodina, em maio de 2014. Com 13 gols em 48 jogos, Jovic viu o seu sonho de jogar pelo time de infância foi interrompido por uma crise financeira do Estrela Vermelha. O clube optou por vender a sua joia ao Benfica, em janeiro de 2016, por 600 mil euros.

A adaptação a um novo país com recém-completados 19 anos pesou para o centroavante. Em um ano e meio, o sérvio fez apenas 4 jogos pela equipe profissional do Benfica e nenhum gol. Segundo ele próprio, faltou maturidade para o desafio em Portugal. "Tinham Mitroglou, Jonas e Raúl Jiménez (de centroavantes), mas eu não tive chances pelos meus próprios erros. Esse foi o principal e único motivo. Eu deixei a Estrela Vermelha muito jovem e não era meu desejo. Não foi fácil, talvez eu não tenha amadurecido mentalmente. O ponto principal é que eu fui cedo demais", revelou em entrevista ao jornal sérvio Mozzart Sport.

O recomeço de sua trajetória passou a ser reconstruído em junho de 2017. Emprestado ao Eintracht Frankfurt, Jovic contou com o apoio e a promessa do então técnico da equipe Niko Kovac para ter mais oportunidades para atuar. E ainda que alternasse entre os titulares e os reservas, o jovem centroavante se destacou ao marcar 9 gols em 27 partidas, sendo parte essencial da equipe que conquistou a Copa da Alemanha em 2018 em cima do Bayern de Munique.

Para conquistar a confiança do técnico croata, que atualmente comanda o Bayern de Munique, Jovic sabia que precisava mudar os hábitos e também a sua própria forma de jogar. "Eu estava sob pressão, sabia que era uma das últimas oportunidades da minha carreira. Eu trabalhei em tempo integral, treinado como nunca na minha vida. Eu era um ótimo profissional. Levantava cedo e sentia que estava progredindo, tanto na preparação física, como na agilidade e no jogo defensivo".

Se foi com Kovac que Jovic passou a enxergar o futebol de forma mais profissional, foi sob o comando do austríaco Adi Hütter que o sérvio se tornou a principal referência da equipe. Jovic é o vice-artilheiro do Campeonato Alemão com 17 gols e o terceiro da Liga Europa, com 8. O desempenho fez com que o Eintracht ativasse a opção de compra do jogador ao Benfica por 7 milhões de euros no início de abril.

Entretanto, será difícil para a equipe alemã segurar o atleta, apesar de ele ter recusado até um dos maiores clubes do mundo até aqui. "Luka tem muitas ofertas, uma delas do Barcelona , mas ele não está interessado no momento. Ele não tem certeza se conseguiria minutos lá", Milan, o pai do jogador ao tabloide Bild. "Ele veio até mim e disse: 'Pai, não é sobre o dinheiro, eu quero jogar futebol. Eu gostaria de jogar aqui na próxima temporada. Se chegarmos à Liga dos Campeões, eles acharão difícil se livrar de mim".

Apesar disso, outros times estão atrás do astro da equipe que está na 4ª posição do Campeonato Alemão. Em entrevista à emissora ZDF, o diretor do Eintracht, Fredi Bobic, revelou que o arquirrival do Barça tem grandes chances de contar com Jovic para a temporada 2019/2020.

"Há uma possibilidade real dele assinar com o Real Madrid. Espero e quero que ele fique aqui no Eintracht, mas também sou realista e sei que se um grande clube como o Real Madrid o quiser, não temos chance de mantê-lo", admitiu.

Além da briga pela Liga dos Campeões, Jovic ainda disputa as artilharias do Campeonato Alemão e da Liga Europa, onde sua equipe enfrentará o Chelsea nas semifinais. Caso consiga ajudar o Eintracht a fazer história, o sérvio não só se coloca como um dos principais prodígios do mundo, como também poderá ter a oportunidade de entrar na história ao lado dos protagonistas do futebol atual, fazendo o que de mais emocionante o futebol pode propiciar: gols.

CTR Craíbas