domingo, 26 de maio de 2019. 16:39
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

ARSAL AGONIZA E PREJUDICA COOPERADOS E USUÁRIOS

2019-05-09 18:41:00, Por: Sergio Marcos

Foto: Divulgação

O presidente da Cooperativa de Transporte de Passageiros Intermunicipal de Alagoas, Marcondes Prudente de Souza, protocolou um documento no Ministério Público do Estado narrando a impossibilidade do ex-deputado Ronaldo Medeiros assumir o comando da Agência Reguladora de Serviços Públicos (Arsal).

Segundo Prudente, o art 38 da Constituição é taxativo quanto a impossibilidade do servidor público de carreira, como é o caso de Ronaldo Medeiros, que é do INSS, ser investido em outro cargo sem pedir exoneração. Outro ponto colocado no documento é que a irmã de Medeiros, Renta Sorah Medeiros, é diretora do Conselho na Arsal sendo ordenadora de despesa. “Agência está nas mãos dos Medeiros, o que fere o princípios legais da moralidade e impessoalidade na coisa pública”, colocou Marcondes.

A Arsal agoniza e segue prejudicando os cooperados por está fechada, tornando - se fantasma e impossibilitando   de providenciar seu IPVA com isenção e de puxar as guias. A Arsal com esse impasse criado pelo governador faz com que a fiscalização pare, incentivando o transporte coletivo clandestino, causando prejuizo ao erário público, uma vez que o clandestino não paga imposto. Prejudicando os usuários por sofrer a falta do transporte legalizado e com qualidade. E tem um caso de nepotismo, uma vez que a Sra. Renata Medeiros faz parte do conselho da Arsal.

O Governo do Estado vem se arrastando e perdido em suas ações. Todos os setores do Governo de Alagoas estão prejudicados, com serviço aparelhado ao descaso de gestão que ainda não se mostrou para o que veio.

Enquanto isso, segue esse imbróglio e o povo mais uma vez sofre com o egocentrismo do gestor do palácio de vidro.

Mais uma vez, fica para o velho amigo do Estado resolver... O Ministério Público.

 

CTR Craíbas