domingo, 26 de maio de 2019. 16:05
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Evangélico confessa que estuprava a filha dentro de casa

2019-04-20 00:14:00, Por: Sergio Marcos

Evangélico confessa que estuprava a filha dentro de casa

Noberto Ferreira, que é evangélico, foi preso quando tentava fugir para fora de Alagoas

 

Continua preso em União dos Palmares, interior de Alagoas, o diácono de uma igreja na cidade, Noberto Ferreira de Lima, 48.

O homem, acusado de abusar sexualmente da filha de 14 anos, foi preso na tarde desta sexta-feira, 19, por ordem da Justiça, no momento que o acusado aguardava um ônibus na cidade de Santana do Mundaú, se prepara para fugir.

As investigações, segundo a polícia, baseadas no depoimento da menor indicam que a vítima era abusada pelo pai desde os seis anos.

O crime acontecia na casa onde a família morava, no Conjunto Newton Pereira, onde também moram outras duas filhas do acusado. Os abusos sempre ocorriam na ausência da mãe da vítima. 

Em depoimento a mulher afirmou que nunca desconfiou de que esse tipo de crime estivesse ocorrendo dentro de casa, mas afirmou que ela e familiares estranhavam o comportamento possessivo do acusado

Em uma carta endereçada à esposa, Noberto ressalta a admiração que tem pela mulher e confessa o crime ao tempo de pede perdão pelo que fez com a filha. 

“És uma mulher de fibra, coisa que eu não soube dá o devido valor, peço-te minha querida um dia possa me perdoar pois sei que o que fiz foi errado. Peço perdão também as minhas filhas Emylly e Echelly por todo mau que causei a vocês. Essas palavras talvez não vala nada pra você mais são verdadeiras. [SIC]”, diz um trecho da carta.

Na mesma carta Noberto diz que iria se entregar e que já havia pedido perdão a Deus. 

“Creio que o certo a fazer agora e entregar nas mãos do Senhor e mesmo que você não acredite Só Ele tem me consolado. Seu que errei confessei os meus pecados a Ele e fui liberto. Pessoas mim matarão, mais tou confiante que mesmo que eu morra, na prisão ou em qualquer outro lugar, tenho a plena certeza que Deus não me abandona [SIC]”.

Ele revela estar arrependido pelo que fez e que cumprirá sua pena. 

“Simplesmente pedir a Ele (Deus) que se cumprisse a Sua justiça e por ele ser justo tá acontecendo, como ele quer, vou ser preso julgado e condenado. e depois que cumprir a minha pena, se eu já não, estiver morto, voltarei pra sociedade, mais se eu vier a morrer antes, levarei boas lembranças de tudo que vivemos juntos [SIC]”, finaliza.

 

 

CTR Craíbas