quarta, 20 de marÁo de 2019. 12:26
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Filho de Bolsonaro diz que Bebianno mentiu sobre conversas com presidente

2019-02-14 00:58:00, Por: Sergio Marcos

Filho de Bolsonaro diz que Bebianno mentiu sobre conversas com presidente

Foto: Divulgação

Em rede social, o vereador Carlos Bolsonaro (PSL-RJ) acusou¬†o ministro da Secretaria-Geral da Presid√™ncia da Rep√ļblica, Gustavo Bebianno, de mentir ao dizer que conversou com seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, nesta ter√ßa-feira (3).

"Ontem estive 24h do dia ao lado do meu pai e afirmo: ¬ī√Č uma mentira absoluta de Gustavo Bebbiano [sic] que ontem teria falado 3 vezes com Jair Bolsonaro para tratar do assunto citado pelo Globo e retransmitido pelo Antagonista¬ī".

A afirmação foi feita na conta do vereador no Twitter. 

Nesta terça, o ministro negou que esteja protagonizando uma crise no governo Bolsonaro e disse que trocou mensagens sobre o caso com o presidente. 

A manifesta√ß√£o p√ļblica do filho do presidente refor√ßa um cen√°rio de desgaste do ministro, que enfrentou cr√≠ticas internas ap√≥s revela√ß√Ķes do caso de candidatas laranjas do PSL nas elei√ß√Ķes de 2018, quando ele era presidente interino do partido.¬†

A pressão de Bolsonaro levou Bebianno a cancelar agendas, e aliados do presidente têm dito extraoficialmente esperar que ele peça para sair do governo.

Nesta quarta (13), a Folha de S.Paulo revelou que Bebianno liberou R$ 250 mil de verba p√ļblica para a campanha de uma ex-assessora, que repassou parte do dinheiro para uma gr√°fica registrada em endere√ßo de fachada -sem maquin√°rio para impress√Ķes em massa.

Anteriormente, após a Folha de S.Paulo revelar a suspeita sobre candidatura laranja em Pernambuco, Luciano Bivar, fundador do PSL e atual presidente da legenda, disse que a decisão de repasse de dinheiro para ela era do então presidente nacional do partido -no caso, Bebianno.

Na ter√ßa (12), a not√≠cia publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo de que Bebianno levaria dois ministros para discutir obras na regi√£o amaz√īnica tamb√©m desagradou Bolsonaro, que determinou o cancelamento da viagem que ocorreria nesta quarta (13).

Oficialmente, Bebianno disse que a ida foi suspensa porque o presidente pediu que todos os ministros estivessem em Brasília no dia de sua saída do hospital, onde esteve internado desde 27 de janeiro para passar por uma cirurgia.

Por determina√ß√£o de Bolsonaro, o ministro tamb√©m cancelou agendas como uma reuni√£o com o vice-presidente de Rela√ß√Ķes Institucionais da Rede Globo, emissora vista pelo n√ļcleo familiar do presidente como hostil ao governo.¬†

Bebianno disse à Folha de S.Paulo na terça que estava tranquilo e negou envolvimento com candidaturas laranjas do PSL -ele comandou interinamente o PSL entre janeiro e outubro de 2018.

"A minha parte está feita com perfeição. As contas foram aprovadas pelo TSE", disse.

CTR Craíbas