domingo, 17 de novembro de 2019. 01:13
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Homem é assassinado por não desbloquear iPhone

2019-11-07 17:20:00, Por: Sergio Marcos

Um homem foi morto a tiros em um assalto após se recusar a passar a senha de desbloqueio do iPhone para os bandidos. Além do smartphone da Apple, os criminosos da Flórida, nos Estados Unidos, também roubaram a carteira com US$ 55 (cerca de R$ 220, em conversão direta), o par de tênis e uma faca. Christopher Allen Randazzo tinha 39 anos e era bombeiro, mas não estava em serviço quando foi atacado. O caso ocorreu em 18 de outubro, mas só agora ganhou repercussão na imprensa americana.

Homem é assassinado por não desbloquear iPhone

Foto:Divulgação

Randazzo havia visitado bares da cidade de Coral Springs com amigos e estava a caminho da casa de sua namorada quando, por volta de 2h30 da manhã, foi surpreendido por criminosos que o renderam e roubaram seus pertences.


Após o assalto, os ladrões aceleraram o carro para fugir, mas voltaram rapidamente para exigir a senha do celular roubado. Ao se recusar, o bombeiro foi morto após ser atingido por disparos. Seu corpo foi encontrado perto de um hotel em El Mar Drive, próximo de onde ele foi visto pela última vez.

Homem é assassinado por não desbloquear iPhone

Foto:Divulgação

A polícia conseguiu identificar os assaltantes ao rastrear o trajeto percorrido pelo iPhone de Randazzo. Eles buscaram por carros suspeitos com auxílio de leitores que escaneiam placas de veículos nas vias da cidade. Os policiais encontraram um Nissan usado em um tiroteio poucas horas antes num motel. As cápsulas de balas encontradas no local do tiroteio eram as mesmas de onde o bombeiro foi assassinado.


Três homens – José Garcia Romero, Torrey Holston e Marco Rico – foram identificados por testemunhas e presos.

 

CTR Craíbas