domingo, 17 de novembro de 2019. 00:16
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Menino que deu tiro em irmão durante brincadeira está em ‘choque’

2019-10-05 21:36:00, Por: Sergio Marcos

Menino que deu tiro em irmão durante brincadeira está em ‘choque’

Foto:Divulgação

O menino de dez anos que atirou acidentalmente contra o irmão de cinco anos durante uma brincadeira, na quarta-feira (2), ainda está em choque e chora sempre que lembra da fatalidade.

O menino de dez anos que atirou acidentalmente contra o irmão de cinco anos durante uma brincadeira, na quarta-feira (2), ainda está em choque e chora sempre que lembra da fatalidade. 

 
A mãe dos meninos, Maria Elizete de Souza, de 38 anos, conta que o pequeno Wesley de Souza, de 5 anos, passou por uma cirurgia no ombro e se recupera bem. A criança já está se alimentando, conversando e deve ter alta nos próximos dias. 

Maria afirma que o acidente ocorreu na casa antiga da filha, que estava abandonada. Segundo ela, a arma estava na parte alta da casa, mas a criança acabou subindo em uma mesa para conseguir alcançar e pegar a arma. 

O caso 
Um menino de 10 anos atirou contra o irmão de 4 anos depois de encontrar a arma do cunhado deles em casa, nesta quarta-feira (2). A polícia informou que as crianças estavam brincando quando a irmã deles ouviu o mais velho dizendo “mãos para o alto” e logo veio o disparo. 

A criança atingida no ombro foi levada ao hospital e está internada em estado grave. De acordo com o delegado responsável pelo caso, a arma usada de forma acidental é uma espingarda calibre 36 de fabricação artesanal. 

O cunhado das crianças, Hamilton Paulo de Amorim, de 27 anos foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, omissão de cautela e lesão corporal. Na delegacia, ele confessou ser o dono da arma. 

Após ser ouvido na delegacia, o suspeito foi levado para o presídio de Cruzeiro do Sul-AC, onde ocorreu o caso.

CTR Craíbas