quarta, 13 de novembro de 2019. 23:30
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Mulher britânica pode morrer se virar a cabeça para o lado errado

2019-10-30 16:50:00, Por: Sergio Marcos

Mulher britânica pode morrer se virar a cabeça para o lado errado

Foto:Divulgação

A britânica Rachel Pighills, de 33 anos de idade, não pode girar a cabeça para o lado esquerdo, incorrendo num grave risco se o fizer. A mulher tem uma condição de saúde muito grave e aguarda uma intervenção cirúrgica, que será feita em Espanha.

O diagnóstico de Rachel não foi simples, conforme escreve a BBC. A mulher tem várias condições que afetam a sua medula espinal e a sua cabeça. De uma forma simples, o seu crânio está a pressionar a coluna e o tronco encefálico.

"O meu cérebro está a desmoronar-se sobre o meu canal vertebral e a parte posterior da minha cabeça está instável. Desloca-se parcialmente quando me viro para a esquerda. Se se deslocar totalmente, é decapitação interna e eu morreria de imediato", explicou.

Para evitar qualquer deslocação, Rachel usa um colar cervical, mas só o poderá usar por tempo limitado pois não pode correr o risco de perder massa muscular, o que também seria perigoso na sua condição.

A única esperança da britânica é uma operação dupla: primeiro para remover um osso que lhe permitiria aliviar a pressão sobre o tronco encefálico e depois para fundir corretamente o pescoço e o crânio.

Só há três cirurgiões que podem realizar esta operação e um deles está em Barcelona, em Espanha. A operação, porém, é cara, custando cerca de 135 mil libras (mais de 156 mil euros), e a britânica abriu uma conta na plataforma de financiamento coletivo GoFundMe para poder fazer face às despesas.

CTR Craíbas