quinta, 25 de abril de 2019. 11:30
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

THOR e o seu MARTELO DESTRUIDOR

2019-03-26 15:33:00, Por: Sergio Marcos

Foto: Divulgação

 

Em tempos de hoje, por incrível que pareça, ainda há quem queira ser deus. No Sertão Alagoano, nesse "novo tempo", apareceu uma figura farosa versando sobre ilusões e performances surreais, sendo cultuada e denominada por muitos como o "papai show". Um gestor público que prometeu o céu e trouxe um verdadeiro inferno através da sua administração desorganizada, caótica e incompetente - a pior revelada por nossa história!

Numa dessas viagens faraônicas do "papai-show", na primeira semana de mandato, desrespeitando às Leis e a Câmara de Vereadores, ele incorporou o deus do trovão e da tempestade, acompanhado do seu martelo destruidor - já dizendo ali o que faria com a doce Jaciobá. "Thor" e sua cultura pagã de sacrifícios humanos, que não considera ninguém, segue martelando os comerciantes, os empregados locais, os pobres e os mais necessitados sem a menor piedade - e sempre com o seu sorriso frio, desprovido de compromisso com a atmosfera pública e, principalmente, desacautelado de mínima atenção ao POVO carente e guerreiro da nossa Pão de Açúcar - seja da zona rural ou da cidade.

Fato é que nós, herdeiros da Tribo dos Urumaris, aquecidos pela Terra do Sol, não encontramos identidade nenhuma nesse gestor frio do tal do "novo tempo". Por essa razão, seguiremos amantes da Lua Cheia, desprezando os que optam pela escuridão e insistem em valorizar a força do martelo!

Dirceu Fonseca

CTR Craíbas