domingo, 13 de outubro de 2019. 19:14
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Polícia prende suspeito de crime homofóbico que deixou jovem sem falar e andar

2019-08-06 16:42:00, Por: Sergio Marcos

Polícia prende suspeito de crime homofóbico que deixou jovem sem falar e andar

Foto:Divulgação

A Polícia Civil de Pernambuco prendeu, em 1º de agosto, o principal suspeito de estuprar, apedrejar e espancar a pauladas o estudante Jefferson Anderson Feijó da Cruz, de 23 anos, em Moreno, cidade do Grande Recife (PE).

O suspeito Robson da Silva Alexandre, de 25 anos, foi preso preventivamente após decisão da Justiça ― oito meses após o crime, que ocorreu em dezembro de 2018. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, o nome dele já havia sido apontado no inquérito policial e em denúncia do Ministério Público.

Aos policiais, Alexandre negou a participação no crime. Ele responderá por tentativa de homicídio, motivada por homofobia. 

“Recebi a notícia da prisão e senti um grande alívio. Vivi esses meses todos com muita angústia. O meu medo era que ele [suspeito] fizesse a mesma coisa com outra pessoa”, disse Etiene Feijó de Melo, a mãe de Jefferson, à Folha.

Um crime motivado por ódio
O grau de violência do crime chocou a cidade de Moreno, cidade-dormitório do Grande Recife, em Pernambuco, pela brutalidade envoldida. Jefferson, que é gay, foi estuprado, apedrejado e espancado a pauladas em 7 de dezembro de 2018, em uma pracinha do município localizado a 28 quilômetros de Recife.

O jovem comemorava a aprovação em uma prova e os preparativos para entrar na faculdade. No entanto, foi perseguido pelo agressor ao se distanciar dos amigos para ir ao banheiro ― onde ocorreu o crime. 

CTR Craíbas