segunda, 18 de maro de 2019. 16:19
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Sindipol pede concurso público para Polícia Cívil

2019-02-20 14:07:00, Por: Sergio Marcos

 

Sindipol pede concurso público para Polícia Cívil

Foto: Divulgação

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas (Sindpol) lança campanha por realização urgente do concurso público na Polícia Civil de Alagoas devido ao déficit de mais de 3.000 policiais civis em Alagoas.

A campanha “Para combater a impunidade, concurso público da Polícia Civil já” objetiva sensibilizar a população alagoana quanto à carência de efetivo em Alagoas. De acordo com as informações extraoficiais, o Governo do Estado propõe ofertar 300 vagas para o concurso da Polícia Civil, o que representa apenas 10% do déficit do efetivo, que a instituição policial necessita.

O presidente do Sindpol, Ricardo Nazário, solicita 1.500 vagas ao Governo do Estado. Atualmente, a Polícia Civil de Alagoas possui apenas 1.607 agentes de polícia para atender toda a população alagoana, que é de 3.322.820 habitantes (estimativa do IBGE em 2018). Isso representa a proporção de 1 agente de polícia para 2.070 pessoas. Tal situação vai de encontro à recomendação da Organização das Nações Unidas (ONU) de 1 policial para 250 habitantes. A Lei Estadual nº 5.496/1993, que disciplina o quantitativo de policiais civis nas delegacias, fixa o número ideal de efetivo de 4.536 profissionais.

O Sindpol alerta que a falta de efetivo traz graves prejuízos à sociedade, prejudicando o desempenho da investigação e elucidação dos crimes, o que fortalece a criminalidade, além de oferecer danos ao atendimento e acolhimento às vítimas de violência, bem como impede o combate à violência.

Por conta disso, a categoria vivencia o risco de morte em decorrência de problemas de saúde, tendo em vista o excesso de trabalho. No ano passado, foram 13 policiais civis que faleceram; desse total, seis sofreram infarto e dois cometeram suicídio.

O Sindpol busca engajar a sociedade na luta por concurso público e sensibilizar o governo do Estado quanto ao déficit da Polícia Civil.

CTR Craíbas