tera, 12 de novembro de 2019. 18:48
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

Vereador Márcio Marques diz que advogado pede que ele retire seu projeto que estabelece horário de abastecimento e recolhimento de valores

2019-09-01 14:19:00, Por: Sergio Marcos

Foto: Vereador Márcio Marques

O vereador Márcio Marques, ao usar a tribuna da Câmara Municipal de Arapiraca, na última terça-feira (27), disse estranhar o fato de ter recebido uma ligação de uma pessoa por nome  Dr. Maurício de Albuquerque Wanderley , onde pedia que ele retirasse da pauta, o projeto de sua autoria que está em tramitação nas Comissões Permanentes da Câmara Municipal, que estabelece horário de abastecimento de recolhimento de valores feitos por veículos de transporte de valores denominados de carros-fortes em Arapiraca.

De acordo com o vereador, pelo projeto, fica estabelecido que o abastecimento e recolhimento de valores das agências bancárias, centros comerciais, órgãos públicos, casas lotéricas e shopping center  feitos pelos veículos de transportes de valores, denominados de carros-fortes, só serão permitidos no período das 15h.

“O projeto, visa estabelecer por um período do dia para que as agências bancárias instaladas no município reabasteça seus cofres de numerários, cujo objetivo é a garantia da segurança aos cidadãos  e clientes e aos trabalhadores a utilizarem-se dos serviços bancários ao trabalharem nas agências”, argumenta o vereador.

Márcio Marques aponta que o dinheiro, em si, tem todas as garantias, já que os seguros cobrem os roubos que possam ocorrer nas agências bancárias.

Ao falar sobre o lado emocional, o parlamentar disse que os usuários e trabalhadores das agências, por sua vez, no caso de assaltos e roubos, as mesmas, além de prejuízos financeiros, poderão adquirir traumas e sequelas pós-violência e até a perda da vida.

Se mostrando bastante indignado com a sugestão do advogado, Márcio Marques, afirmou que a sua única preocupação é com a segurança dos usuários e não com os custos financeiros.

Ele disse que uma outra preocupação com a questão, é o fato de que ao chegar em um determinado estabelecimento onde tenham caixas eletrônicos para abastecer financeiramente, já esteja alguém esperando para cometer um assalto e, tanto os próprios seguranças dessas transportadoras de valores quanto os clientes, sejam feridos em uma possível troca de tiros.

“Nós vereadores, temos nossas prerrogativas  dentro da constitucionalidade, que nos assegura o direito de apresentarmos projetos que venham beneficiar a sociedade, mas em especial, as comunidades onde vivemos”, afirma o vereador.

CTR Craíbas