quarta, 17 de julho de 2019. 07:39
<div class='trigger trigger_error'><b>Erro na Linha: #30 ::</b> Undefined variable: Pos<br><small>/home/serjaobl/public_html/themes/serjao_blog2/artigo.php</small><span class='ajax_close'></span></div>

#Verificamos: É falso vídeo que mostra pessoas salvas por israelenses em Brumadinho

2019-02-05 07:09:00, Por: Sergio Marcos

#Verificamos: É falso vídeo que mostra pessoas salvas por israelenses em Brumadinho

Foto: Divulgação

Um vídeo que circula no Facebook mostra várias pessoas abraçando conhecidos, dando notícias pelo telefone ou sendo entrevistadas. As imagens vêm acompanhadas de uma legenda, que diz se tratarem de três sobreviventes da tragédia de Brumadinho (MG), salvos pela equipe de israelenses que esteve no local. Uma barragem da Vale se rompeu na região no dia 25 de janeiro, deixando mortos e feridos.


Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado. 

“Tecnologia israelense ajuda a encontrar três pessoas vivas. Quanto vale um presidente humilde para seu povo, que aceitou ajuda de uma nação amiga?”
Legenda de vídeo que foi publicado no Facebook e que, até as 12h do dia 1º de fevereiro de 2019, tinha sido compartilhado mais de 48,7 mil vezes

FALSO
A informação que consta no vídeo analisado pela Lupa é falsa. Os últimos três sobreviventes do rompimento da barragem em Brumadinho (MG) foram encontrados no sábado (26), segundo o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. As pessoas estavam dentro de uma caminhonete que ficou ilhada pela lama. A equipe de israelenses só começou a chegar ao país no domingo (27) e começou a trabalhar na segunda-feira (28). O grupo militar trouxe equipamentos capazes de detectar o calor sob a lama – o que permitiria encontrar pessoas com vida –, mas deixou o país na quinta-feira (31) sem localizar sobreviventes.

O vídeo não traz referência sobre a data e hora em que foi gravado. Algumas pessoas aparecem com camisas do Atlético-MG, com patrocínio da construtora MRV Engenharia e do banco BMG. As duas instituições estamparam suas marcas no uniforme do clube até o final de 2014 e voltarão a aparecer juntas neste ano. Há possibilidade de a gravação ter sido feita em Minas Gerais. Não é possível saber, contudo, quando isso ocorreu, nem descobrir o local. Também não há vestígios de lama nas pessoas filmadas.

Nota: esta reportagem faz parte do projeto de verificação de notícias no Facebook. Dúvidas sobre o projeto? Entre em contato direto com o Facebook.

Editado por: Natália Leal

CTR Craíbas